Poemas… sólidos

Para que os alunos no 1º Ciclo desenvolvam conceitos geométricos é crucial proporcionar-lhes experiências de aprendizagem que envolvam o trabalhar com diferentes entes geométricos.

Manipular linhas e figuras de diferentes formas permite aos alunos uma análise das suas propriedades (pré requisito essencial para o trabalho dos anos posteriores).

Explorar, nomeadamente, construindo e reconstruindo figuras de duas e três dimensões, com vários materiais, ajuda os alunos a identificar as características específicas de cada um(a) (figura ou sólido) e algumas das relações entre as figuras a duas dimensões e as tridimendisionais (APM, 1992).

Assumindo esta perspectiva, as concepções geométricas dos alunos são tanto mais desenvolvidas, quanto mais os envolvermos em actividades de observação, manipulação, comparação, descrição… de figuras e sólidos geométricos.

É nesta óptica que se tem trabalhado a geometria em sala de aula, usando para isso diferentes estratégias e recursos didácticos.

Esta semana foi dada ênfase aos sólidos geométricos procurando momentos /situações de aprendizagem, que permitissem aos alunos o desenvolvimento de capacidades de:

  • Identificar sólidos geométricos (cubo, paralelepípedo, cone, cilindro, esfera e pirâmides);
  • Comparar os sólidos uns com os outros e com objectos de uso corrente;
  • Descrever as características específicas de cada um deles.

Para isso, em trabalho de grupo, começou-se pela manipulação dos sólidos presentes na mesa de trabalho; seguiu-se a realização de uma ficha de trabalho que envolvia o preenchimento de lacunas e a comparação dos mesmos com diferentes objectos e a pintura final dos sólidos…

 

 

 

 

 

 

 

Como esta não foi a primeira abordagem da temática da geometria, no âmbito dos sólidos geométricos, depois do acima descrito, trabalhou-se as  especificidades de cada um dos sólidos:

  • oralmente, sólido a sólido, aluno por aluno;
  • através da escrita que se pretendia ser criativa, mas também matematicamente correcta…

Para isso, foi lançado um desafio aos alunos. Que cada um descrevesse um ou mais sólido geométrico, em forma de poema, ou adivinha, sem focar o seu nome, mas de tal forma que fosse possível, aos outros alunos, identificar o mesmo(s). Desafio aceite. Todos os alunos descreveram um ou mais sólidos geométricos.

São essas descrições/poemas/adivinhas… que se apresentam a seguir:

Sou um sólido geométrico com seis faces iguais,

todas quadrangulares, oito vértices e nenhum mais.

Naquele que é magico, sou cheio de cor.

Se for num dado, o um é o de menor valor.

Já descobriste quem sou?

………………….

Tenho a forma de um gelado,

ou de um guarda-chuva fechado.

Não tenho nenhum lado,

mas sim uma superfície curva fechada.

No cimo tenho um vértice,

uma base bem em baixo,

Viro-me de pernas para o ar,

e caio da mesa abaixo…

Já descobriste quem sou?

(Mafalda S)

………………………

Tenho uma superfície toda curva

e basta um sopro de vento para me fazer rolar…

Quem sou eu?

……………………

Sou um sólido geométrico.

Tenho 4 faces triangulares,

uma base quadrangular e

posso ser alta ou baixa,

tenho 5 vértices

e nenhuma linha curva…

Quem sou eu?

(Magda S.)

Sou parecida com uma bola,

ou talvez com o Sol.

Não tenho nenhum lado

e não jogo futebol.

Sou redonda, redondinha,

quer seja pequena ou gordinha.

Sirvo para brincar

ou a Terra representar.

Quem sou eu?

…………………

Com um dado parecido sou,

mesmo sem as pintas.

Quando um menino me lança

sirvo para brincar

e também contar.

Uma bebida fresca

vou beber

e um de gelo

vou lá meter…

Quem sou eu?

(Tiago F.)


Tenho duas faces circulares,

uma superfície bem curva,

pareço um rolo e,

com um bocadinho de vento

rolo sem parar…

Sou o…?

…………………..

Rolo sempre…

com ou sem vento,

bastando estar pousada,

tenho uma superfície

totalmente curva…

Quem sou eu?

…………………….

Tenho um vértice,

uma base circular,

uma superfície curva…

Quem sou eu?

(Pedro P)

Tenho seis faces iguais,

todas quadrangulares.

Agora vê se adivinhas quem sou,

tu que sabes mais…

Quem sou eu?

………………….

Quando bem pousado,

em baixo sou circular

em cima tenho um vértice.

A minha superfície lateral é lisa e curva,

Já adivinhaste quem sou?

Vá lá, não fiques mudo!

Sou o…

(Cíntia R)

Sou um sólido bem vaidoso

pois sou usado em festas de anos

e também na China.

Tenho uma base circular,

Não gosto de arestas,

por isso não tenho nenhuma,

mas tenho um vértice!

Quem sou eu?

……………….

Sou um bem precioso

que até no Egipto estou.

Sou tão vaidosa!

Tenho oito arestas,

uma base quadrangular

e cinco vértices…

Todos me chamam…

(Pedro G)

Sempre redonda,

rebolo por todo o lado.

Basta um simples sopro,

para me por a rebolar.

Quem sou eu?

…………………

Sou tão famosa, tão famosa

que até no Egipto eu existo.

Sou famosa e elegante,

tenho uma base quadrangular

e cinco vértices

Quem sou eu?

(Luísa M)

Eu rebolo… e rebolo…

tanto que pareço uma bola.

Adoro a minha superfície curva!

Quem sou eu?

Acho-me bonita todo o dia,

toda a noite, de manhã e de tarde.

Uma simples brisa me faz rebolar,

e no campo milhares gritar!

Já descobriste quem sou?

Isso mesmo, sou a…

………………..

Sou vaidosa e bonita,

elegante até mais não,

tenho cinco faces e cinco vértices,

Até no Egipto sou admirada

por milhares de turistas…

Sou vaidosa e elegante

e adoro ser assim…

Já descobriste quem sou?

Isso mesmo, sou a …

(Rita V)

Sou redonda,

bem redondinha,

posso jogar futebol,

ser uma laranja

ou um tomate.

Sou lisa, macia e

posso ser de muitas cores.

Já sabes quem sou?

…………………

Tenho seis faces

geometricamente iguais.

Posso ser uma caixa,

um mealheiro,

rádio ou até um porta lápis.

Já sabes quem sou?

(Lucas M)

Tenho cinco vértices,

Sou muito forte

e vejam lá,

até os egípcios gostam de mim e,

antigamente,

utilizavam-me como túmulo,

pintando por dentro

os meus muitos corredores…

Quem sou eu?

…………………

A mãe usa-me

para fazer a massa dos bolos

que a minha dona

come deliciada.

Mas também sou

o pau da vassoura,

ou uma lata de “VANISH”,

um rolo de papel

ou até um copo!

Já adivinharam quem sou?

(Carolina B)

Sou redonda

e de superfície curva,

não tenho vértices

e um leve sopro me faz rolar.

Quem sou eu?

………………….

Assento numa base circular.

A minha superfície lateral

também é curva,

mas tenho um vértice,

para com ele te espetar!

Quem sou eu?

(Matilde S)

Sou um sólido que rebola,

e tem uma superfície toda curva.

Quem sou eu?

………………………..

Tenho 6 faces quadrangulares

8 arestas e 12 arestas.

Pareço um dado, mas faltam-me as pintas.

Quem sou eu?

…………………………..

Com uma base circular,

uma superfície curva e um vértice,

quem sou eu?

Flávio L.

Tenho 8 vértices

6 faces iguais

12 arestas

e nada mais…

Quem sou eu?

…………………..

Não tenho faces, vértices ou arestas,

apenas tenho uma superfície bem curva e,

por isso, rebolo sem parar.

Quem sou eu?

Francisco P

Pareço uma bola

que rebola pelo chão.

A minha superfície é toda curva.

Quem sou eu?

…………………….

Pareço uma caixa quadrada

e tenho oito vértices.

Já descobriste quem sou?

…………………..

Pareço a torre de uma igreja

Com um vértice bem erguido,

tenho uma base

que pode ser quadrangular,

e as minhas faces

são sempre

triangulares.

Quem sou eu?

Mariana R.

Posso ser bola,

semente, alguns frutos e

até enfeite de Natal,

Tenho várias cores e texturas…

Quem sou eu?

…………………..

Tenho 6 faces iguais,

posso ser uma caixa, um fogão,

um porta CDs…

Quem sou eu?

Gabriela S.


Tenho seis faces quadrangulares iguais.

Quem sou eu?

————————–

A minha base é um circulo e tenho um vértice.

Quem sou eu?

Gonçalo M.


A lista de trabalhos apresentados pelos alunos continua. Apenas me faltou o tempo para aqui os colocar todos. Tarefa que vai ser realizada noutro dia.

Até lá deixo um desafio aos alunos que nos visitam: mandem os vossos textos, com indicação do nome e da escola e os mesmos serão aqui colocados.

Isabel Almeida, 28/Jan/2011








 

9 respostas a Poemas… sólidos

  1. Pedro Pato diz:

    Olá Professora Isabel!
    Hoje estive a ver o blogue e reparei que tinha coisas novas.
    Gostei muito de ver que os meus sólidos estão a representar os poemas (sólidos), e também gostei dos poemas que foram feitos por todos nós, apesar de ainda não estarem todos.
    Beijinhos.
    Pedro Pato

    • Olá Pedro.
      Os teus sólidos estão realmente a ilustrar a página, para ela ficar mais bonita, mas também como forma de dar resposta a quem lê os “poemas sólidos”.
      (Não digas a ninguém, mas as pirâmides são parte de uma fotografia minha.)
      Gostava de saber a opinião da tua mãe, sobre esta página, pois ela é professora de Matemática.
      Beijinhos.
      Até amanhã.

  2. Márcia Pato diz:

    Olá Professora Isabel!
    Antes de mais quero dizer que fico muito satisfeita por saber que a sala de aula já dispõe de internet, visto tratar-se de uma “ferramenta” indispensável na utilização do Magalhães e permitir a todos os alunos, sem excepção, o acesso às publicações dos trabalhos por todos realizados.
    Relativamente ao tema tratado nesta página, considero que a forma como foi abordado e trabalhado, desenvolve a criatividade dos alunos bem como os ajuda a relacionarem-se com os sólidos e suas propriedades. Encontrarem semelhanças com objectos de uso corrente possibilita a sua melhor compreensão e memorização.
    Pela observação das fotografias expostas é notório que os alunos aderem facilmente e com entusiasmo a estas iniciativas. Um bem haja ao seu trabalho.
    Beijinhos.
    Márcia Pato

    • Boa noite Márcia.
      Obrigada por ter acedido ao meu pedido e comentar esta página. Para mim era importante saber a opinião de quem trabalha diariamente com a matemática, embora em anos mais avançados.
      Uma das minhas preocupações é que as estratégias adoptadas para trabalhar os conceitos matemáticos (neste caso geométricos), ajudem os alunos a construir aprendizagens sólidas. Nesse sentido, tenho necessidade da opinião de alguém que vá para além da maior ou menor beleza das páginas e se fixe nos seus conteúdos.
      Obrigada.
      Isabel Almeida

  3. Sara Dantas diz:

    Olá Professora, estou cursando pedagógia e nesta semana a nossa tutora pediu para fazermos um poema para um sólido geométrico, confesso que fiquei perdida, então vim aqui no GOOGLE e encontrei o seu blog, nossaaaa foi minha tábua de salvação, consegui inspiração e estou quase acabando minha criação, obg.
    Assim que conseguir terminar te envio.
    Bjs!

  4. carla diz:

    eu adorei ce estudo

  5. carla diz:

    eu adorei seu
    estudo

  6. Pingback: Os números de 2011 | 2ºA_construindosonhosesaberes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s