Avaliar Competências em Ciências

Antes de me debruçar sobre o título desta página, e para que ao lerem o que aqui exponho, compreendam ao que me refiro quando falo em competências que pretendo que os alunos construam (objecto da minha avaliação), considero relevante clarificar o que entendo por “Competência”.

Tendo como referência o Currículo Nacional (ME, 2001) e autores como Perrenoud (2000, 2004) e Galvão (2006) a Competência integra conhecimentos, capacidades, atitudes e pode ser entendida como saber em acção ou em uso. A competência diz respeito à faculdade de mobilizar um conjunto de recursos cognitivos (saberes, capacidades, informações…) para solucionar com pertinência e eficácia determinadas situações, nomeadamente, a resolução de situações problemáticas.

Que competências avaliar?

O Currículo Nacional (2001; 132) aponta como  competências específicas para a Literacia Cientifica dos alunos:

  • O Conhecimento (substantivo, processual, epistemológico);
  • O raciocínio;
  • A comunicação;
  • As atitudes.

Par que os alunos construam/desenvolvam estas competências há a necessidade :

  • do envolvimento activo (prático) dos alunos no processo de ensino e aprendizagem;
  • da sua participação em experiências educativas diferenciadas, que vão ao encontro dos seus interesses e que estejam em conformidade com o que se passa à sua volta, nomeadamente, no âmbito do ambiente natural e/ou social.

Como avaliar competências?

Para responder a esta questão vou apoiar-me no que foi escrito por pessoas com quem tive o privilégio de trabalhar (entre outras) e com quem muito aprendi,  nomeadamente, a Professora Doutora Isabel Martins, o Professor Doutor Rui Vieira e a Mestre Maria Pedro (especificamente no meu Mestrado e no âmbito do Programa de Formação em Ensino Experimental das Ciências, da Universidade de Aveiro).

Na perspectiva dos autores acima citados, e aqui assumida por mim, avaliamos competências no âmbito do:

Conhecimento Substantivo :

  • através da análise e discussão de evidências e situações problemáticas, que permitam ao aluno construir conhecimento científico apropriado de modo a interpretar e compreender leis e modelos científicos reconhecendo as limitações da Ciência e Tecnologia na resolução de problemas pessoais, sociais e ambientais.

Conhecimento Processual:

  • pela forma como os alunos fazem observações; executam as experiências; avaliam os resultados obtidos; planeiam e realizam as investigações; elaboram e interpretam representações gráficas.

Raciocínio:

  • nas situações de aprendizagem centradas na resolução de problemas, com interpretação de dados, formulação de problemas e de hipóteses, planeamento de investigações, previsão e avaliação dos resultados, visando a promoção do Pensamento Crítico e Criativo.

Comunicação

  • através das situações de aprendizagem que envolvem o uso de linguagem científica por parte dos alunos; a utilização de modos diferentes de representar informação e a comunicação dos resultados obtidos.

Atitudes

  • registando o desenvolvimento de atitudes inerentes ao trabalho em Ciência (curiosidade; perseverança e seriedade no trabalho; respeito de normas de higiene e de segurança)

Isabel Almeida, 30/Nov./2010

 

Para todos(as) quantos estejam interessados em saber um pouco mais, sobre a avaliação de competências em Ciências, deixo o nome de um livro fácil de ler e que tem a vantagem de contemplar duas componentes: a teórica e a prática.

IAlmeida, Dez/2010





Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s